Piadas I

 

A classe era a mais terrível da escola. A meninada simplesmente virava tudo do avesso, sob o comando do implacável Joãozinho. Irritado com seus alunos, o professor lança um desafio:


- Vocês são muito bons pra avacalhar a minha aula, mas vamos ver se têm também um pouco de auto-crítica. Eu sei que aqui tem alunos muito burros. Mas vocês se reconhecem como tal? Aquele que se julgar burro, faça o favor de ficar em pé.


Todo mundo continua sentado, no mais completo silêncio. Alguns minutos depois, Joãozinho levanta-se, solenemente.

- Ah... - disse o professor, com um sorriso irônico nos lábios - Quer dizer que você se acha burro?

- Bem, pra dizer a verdade, não! - respondeu o Joãozinho - Mas fiquei com pena de ver o senhor aí, em pé, sozinho!

 

 

__________________________________________________

Joãozinho chega da escola quase chorando:
- Que houve, filho? - pergunta o pai.

O garoto conta:
- A profe me chamou de mafioso!

O pai consola o garoto:
- Te chamou de mafioso? Ah, essa mulher vai ver! Amanhã mesmo ela terá o troco!

E o moleque :
- Tá bom, pai. Mas faça com que pareça um acidente, sim?

 ______________________________________________________

Primeiro dia de aula, a nova professora se apresenta:

- Bom dia, crianças! Meu nome é Valgina e eu vou ser a professora de vocês este ano. Agora eu quero saber o nome de cada um de vocês.

E cada um foi levantando e dizendo o seu nome.

No dia seguinte, Joãozinho chega alguns minutos atrasado e assim que entra na classe, sorrateiro, a professora o surpreende:

- Bom dia, Joãozinho!

E ele, querendo ser simpático:

- Bom dia, dona Bucleta!

________________________________________________

Naquele dia a professora de Ciências tinha pedido que cada aluno trouxesse algum instrumento que os médicos utilizam no exercício de sua profissão.

- Pedrinho, o que você trouxe?

- Um bisturi, professora!

- Quem é médico na sua família?

- Meu pai!

- E para que serve um bisturi?

- Para fazer cirurgias!

- Muito bem! Mariazinha, o que você trouxe?

- Uma seringa!

- Quem é médico na sua família?

- Minha tia!

- E para que serve uma seringa?

- Para aplicar injeção!

- Muito bem! Joãozinho, o que você trouxe?

- Um tubo de oxigênio, professora!

- Quem é médico na sua família?

- Ninguém!

- E como você conseguiu isso?

- Com minha avó!

- E ela não disse nada?

- Disse: Socorro!!